Archive for dezembro \29\UTC 2010

Meus presentes de Natal

29/12/2010

Obrigada Papai (Noel) do Céu pelos meus presentes de Natal.

Eles são muito mais do que um dia ousei sonhar.

Amo vocês meus Presentes de Deus.

Lucas

Gabriel

Arthur

Anúncios

Natal 2010

29/12/2010

Com muito atraso, passo para deixar registro do Natal dos Moleques.

Diferentemente do que imaginei no ano passado, este ano eles ainda não tiveram muita percepção do Natal. Notaram, sim, os enfeites pela casa e pelo condomínio, abriram presentes, brincaram bastante, até peru comeram, mas ainda não teve aquela expectativa em relação a data.

Na noite de Natal ficamos em casa mesmo e os meninos acabaram mantendo a rotina de dormir. Em torno de 21h30min estavam todos se preparando para deitar e sonhar com os anjos.

No dia seguinte sim, puderam aproveitar, abrir os presentes que o Papai Noel mandou (este ano ele não veio pessoalmente, mas no próximo ele não me escapa!) e brincar muito. Acredito que para eles a farra maior é poder nos ter em casa mais tempo durante o dia, mais um dia na semana.

Os Moleques ganharam de tudo, roupa, brinquedos, bola, livros, bonecos, mas as duas coisas que mais gostaram foram um Tchutchucão que canta e dança – vou tentar filmar o Lucas com o cachorro – e uma bola enorme, colorida, muito legal mesmo.

Nós não demos presente nenhum para os manos. Confesso que fiquei um pouco incomodada com isto, mas a verdade é que eles ganharam muita coisa e ainda tem presentes do aniversário que não entregamos. Então, a decisão foi ser racional e mostrar o verdadeiro sentido do Natal: amor, união, fraternidade, respeito e por aí vai.

Além de que, temos planos para um futuro próximo. Aguardem!!!

Nossa Árvore de Natal, perdida no meio dos brinquedos e, obviamente, suspensa.

 

Presépio do Condomínio

"A" Bola

Vivendo e Aprendendo

17/12/2010

“ – Posso dizer tudo?

– Pode.

– Você compreenderia?

– Compreenderia. Eu sei de muito pouco. Mas tenho a meu favor tudo o que não sei e – por ser um campo virgem – está livre de pré-conceitos. Tudo o que não sei é minha parte maior e melhor: é a minha largueza. É com ela que eu compreenderia tudo. Tudo o que não sei é que constitui a minha verdade.”

Clarice Lispector, O Diálogo do desconhecido. In, A descoberta do mundo.

 

Este trecho, retirado do livro A descoberta do mundo, de Clarice Lispector, me fez pensar na minha relação com a maternidade, com a criação de filhos, com o desafio de ter, não um, mas três bebês sob minha responsabilidade e sem ninguém para orientar.

E fiquei pensando nas coisas que eu já ouvi desde que anunciei a tripla gravidez. Dentre elas, destaco:

“– Como você consegue dar conta de três? Eu não seria capaz!”

“– Você não tem noção do que é criar um filho!”

“– Você tem certeza do que está fazendo?”

“– Você tem certeza de que o que está fazendo é o mais adequado?

E como não sei as respostas, rogo ao Bom Velhinho lá de cima que me mantenha sem noção, pois só assim serei capaz de continuar a alçar vôos até então nunca sonhados. E aprender! Aprender sempre e a cada instante as lições que a vida e, principalmente meus pequenos tem para me passar.

Obrigada meus filhos pelos ensinamentos diários. Sei que tenho muito a lhes ensinar, mas também sei que tenho muito mais a aprender com vocês.

Agora, dá só uma olhada: está ou não está dando certo?

Amo cada pedacinho de vocês.

Milagres!

16/12/2010

“Sou feliz todos os dias,

Vivo com muita alegria.

Às vezes sinto um cansaço,

Mas tudo passa com seu abraço.”

Os meninos têm a máquina ao lado e o verso é uma das musiquinhas que toca.

Desde que ouvi a música pela primeira vez (e isso já faz um bom tempo!), penso em escrever a respeito dela e de como é apropriada para mim.

Mas o momento mais oportuno é o atual. Os menino estão há quase um mês dormindo mal. Mas muito mal mesmo. Primeiro foram os dentes, depois o exantema súbito, reação da vacina, resfriado. Tudo isso, claro, multiplicado por três.

E como se não bastasse, final de ano, metas para serem alcançadas, metas para serem definidas para 2011, o estresse próprio do período e, 2 a 3 horas de sono por noite.

Tem dias que acho que não vou resistir, ou, se resistir, que não vou muito longe.

Mas aí, eis que o milagre se dá e como nos versos acima, “tudo passa com seuS abraçoS”.

Fico impressionada com a capacidade que um abraço, um beijo, um sorriso, um cheiro de filho tem. Cada vez que o milagre se dá, sinto todas minhas baterias sendo recarregadas. Sinto que vale a pena cada horinha com eles, nem que para isso eu deixe de dormir as horas necessárias. Sinto que estes cuidados são fundamentais para alicerçar suas relações futuras e lhes dar segurança.

Filhos, Mamãe ama vocês demais demais da conta. E tenho certeza de que logo, logo, estaremos rindo de tudo isso. E com saudades.

Milhões de beijocas meus amoresZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ!

Pesos e Medidas

15/12/2010

No dia 12 de dezembro os meninos completaram 1 ano e 7 meses. É impressionante como o tempo passa rápido.

Parece que foi ontem que eles nasceram, pequeninhos, muito antes da hora, aparentemente fracos, mas gigantes em sua força e determinação.

E agora estão aí, uns “baita guris”.

Os pesos e medidas, atualizados na consulta do dia 14.12 são os seguinte:

Lucas: 13,900 kg e 87 cm

Gabriel: 13,050 kg e 87,5 cm

Arthur: 10,500 kg e 80 cm

Notícias

03/12/2010

A vida por aqui está a maior correria!

Não preciso nem dizer que final de ano é o maior sufoco, afinal, é para todo mundo. Parece que temos que recuperar todo o tempo perdido durante o ano, temos que eliminar todos os quilos adquiridos de uma só vez, atingir metas, ler livros, curtir os filhos, trabalhar, produzir … argh!

Mas, cá estou para dar sinal de vida. Os meninos estão bem, Graças a Deus. Passaram por um período de febres, a maioria causada pelo nascimento de dentinhos. Fora isso, Arthur e Gabriel tiveram exantema súbito, mas agora já está tudo bem. Na verdade, eu nunca tinha ouvido falar desta doença (e de tantas outras) até me tornar mãe. Exantema, para quem não sabe, consiste em 3 ou 4 dias de febre elevada (em torno de 39º ou 39,5º) seguido de alergia na pele. Assim como surge, desaparece. Assusta um pouco, por ser desconhecida, mas é passageira. Em torno de 1 semana e você nem lembra que aconteceu alguma coisa.

Outro fato relevante deste período de ausência foi o pedido de demissão de uma das babás, que cuidava do Trio desde os 04 meses. Causou um pouco de transtorno, mas agora já está tudo organizado novamente. Como sempre, acredito que se perdemos algo é porque outra coisa melhor ainda está a caminho. Para todos. Para nós e para a babá. E assim foi. Obrigada pelo tempo de dedicação e muito sucesso daqui para frente!

Agora, sem promessas, pretendo retornar em breve com notícias e fotos do Trio, além de comentários sobre as Mochilas.